sábado, 17 de fevereiro de 2018

Vídeo – Casal é flagrado fazendo sexo explicito no corredor da folia de Pedreiras

Vídeo – Casal é flagrado fazendo sexo explicito no corredor da folia de Pedreiras

Nas últimas horas circula nos grupos das redes sociais locais, o vídeo de um casal fazendo sexo em pleno corredor da folia de Pedreiras. No vídeo original, enquanto o casal "faz amor",ouve-se nitidamente o show de Rony Alberto; o cantor dá um alô para o prefeito Antônio França. 

O casal estava tão a vontade que nem se importou de ser filmados por alguns curiosos. Em respeito aos nossos leitores, embaçamos as imagens de puro sexo explicito no vídeo acima. O jovem amante está trajando o abadá de um bloco bem popular de Pedreiras. O bloco saiu no dia da apresentação do cantor Rony Alberto, terça-feira (13), última noite de carnaval.

Ainda segundo o que o blog do Carlinhos apurou, vários casais usaram as dependências do anfiteatro para fazer sexo. Em um dos casos, o casal se trancou num dos banheiros químicos e foi preciso chamar os bombeiros para retirá-los de lá. “Pensávamos que tinha alguém preso, porque estava demorando muito sair e chamamos os bombeiros civis; quando vimos que se tratava de um casal, todos riram, até o casal saiu dando gaitada”, contou uma testemunha.

O corredor da folia de Pedreiras foi realizado mais uma vez no Anfiteatro Dom Jacinto; o local pertence a Igreja Católica.

Ainda: fazer sexo em espaço público pode ser considerado crime e em alguns casos resultar em detenções.

Confira a informações encontrada no site O Tempo em continua...


Sexo em público pode dar cadeia

Na prática, porém, os “doggers” podem passar por inconvenientes

No artigo 233 do Código Penal Brasileiro, praticar ato obsceno – o que inclui sexo – em lugares públicos é crime, com pena prevista de três meses a um ano de detenção, ou multa.

Mas, segundo Túlio Vianna, professor de direito penal da UFMG, a simples prática de “dogging” não é suficiente para alguém ser condenado. “Para haver crime, tem que haver vítima: alguém que estava passando pelo local, não tinha nada a ver com aquilo e se sentiu ofendido com a cena. Também não vale a pessoa que desviou de seu caminho habitual para ver o que estava acontecendo na rua deserta”, comenta.

Na prática, porém, os “doggers” podem passar por inconvenientes. A depender do bom senso de algum policial que aborde os participantes, eles podem ser levados à delegacia e responder a um processo. “Até que a Justiça avalie, eles podem passar por alguns incômodos”, comenta Vianna. A melhor forma de evitar isso – para não recomendar a prática de sexo em locais privados – é escolher lugares mais desertos, com menos tráfego de pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas