sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Em SLP, Prefeito Plácido Holanda garante a aprovação de construção da CASA DE EXTRAÇÃO DO MEL, para uso de apicultores da Comunidade Tatajubal



Aprovado recentemente o projeto de construção da casa de extração de mel e de aquisição de equipamentos apícolas para a atividade produtores do município luziense. O benefício que custará R$ 138.400,00, será destinado a Comunidade do Tatajubal, e será viabilizado através de Recursos do Fundo Amazônia/BNDS. 

Depois de sete meses desde a sua divulgação, o 25º edital do PPP-ECOS com recursos do Fundo Amazônia divulgou seu resultado final. A partir de 10 oficinas realizadas nos estados alcançados pela iniciativa – Maranhão, Tocantins e Mato Grosso – e de ampla divulgação, foram recebidas 148 propostas, sendo 54 projetos de consolidação e 84 pequenos projetos, assim como 10 cartas consultas de projetos estratégicos. No processo seletivo, foram aprovados 29 projetos, dentre pequenos e de consolidação. Entre eles está o PROJETO TATAJUBAL SUSTENTAVÉL, da Associação dos Produtores Rurais do Povoado Tatajubal, que teve o apoio da Prefeitura Municipal de Santa Luzia do Paruá, através da Secretária municipal de Agricultura, cuja, contribuição se deu diretamente com as visitas técnicas na comunidade e com a elaboração Técnica do Projeto. 

O Senhor Luis Carlos das Chagas (Carlito) presidente da Associação, disse que o projeto vai melhorar significativamente as condições de trabalho das famílias engajadas com a apicultura, pois a comunidade, carecia muito de estrutura moderna e que seja referência para fazer a extração da nossa produção de mel.“Agradecemos aos mantenedores do Fundo Amazônia/BNDES que sabem da importância do PPP-ECOS para a manutenção das florestas e dos serviços ecossistêmicos, com geração de renda, propiciados por essas iniciativas. Agradecemos também o Instituto Sociedade, População e Natureza – INPN, que vem acreditando nas organizações parceiras e na nova abordagem do PPP-ECOS, de promoção de paisagens produtivas ecossociais”, comenta o Secretário de Agricultura Daniel do Sindicato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas