segunda-feira, 30 de março de 2020

Umbelino Junior pede antecipação das férias escolares da rede pública de São Luís





O vereador Umbelino Junior (Sem partido) solicitou ao prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Jr (PDT), através do ofício n° 40/2020, a antecipação das férias escolares da rede pública municipal de ensino. A proposta foi encaminhada devido ao surto de contaminação do novo Coronavírus que vem mudando a rotina de vários setores em todo mundo. Pela sugestão do parlamentar, os trinta dias de férias de julho seriam antecipados para o mês de abril, período considerado por muitos especialistas como o pico máximo de proliferação do vírus.

"Apresentei essa solicitação com o objetivo de não prejudicar ainda mais o ano letivo de milhares de crianças e adolescentes. Em muitas cidades do país, já foram antecipadas as férias escolares e com a previsão do pico da doença em abril é necessário garantir a segurança dos nossos estudantes", avaliou Umbelino.

Vale destacar que até a noite do último domingo (29), foram 22 casos confirmados do Covid-19 no Maranhão, destes, a maioria está em São Luís. Também no domingo (29), foi confirmada a primeira morte pela doença no Estado.

domingo, 29 de março de 2020

Pastor Washington Luiz profetiza morte de duas autoridades renomadas no país ainda neste ano e explica o motivo: “estão torcendo contra o Brasil”


Pastor Washington Luiz é conhecido no meio evangélico e pelas classes pentecostais por não falhar em suas profecias. Quando o renomado fala, há sempre um temor sobre a conclusão de suas profecias e um espirito de gozo após a confirmação. Poucos dias antes da morte de Bita do Barão, pastor Washington profetizou em um culto que Deus estaria tratando com ele (o vídeo do culto circula na internet).
Em um vídeo publicado nesta semana em seu canal oficial no youtube, o pastor profetiza sobre a passagem do coronavírus e a volta a normalidade, mas não para por ai: pastor Whashington profetiza sobre a morte de duas autoridades brasileiras e insinua que as mesmas estaria torcendo contra o Brasil, torcendo pra que tudo desse errado, inclusive a economia.
O senhor vai mudar a sorte do Brasil…No Brasil e no planeta logo tudo voltará a sua normalidade. Quem estava torcendo pela parada da economia do país, o Senhor vai passar por cima de ti, que torcia para dar errado. O poder do Senhor vai esmagar! Olha o que estou dizendo aqui, profeticamente, duas autoridades renomadas neste país irão morrer. Vai morrer um e poucos dias o outro…aqueles que tem a língua rachada no meio de serpente…vão ficar tremendo!”, declarou pastor Washington.
CONFIRA:

sábado, 28 de março de 2020

Joana Cabral Dias, Simplesmente Irmã Joana Paula





Nada é mais forte, admirável e formidável do que uma mulher que sabe o que quer e não tem medo de ser quem é. Nascida em uma época em que as mulheres eram tidas somente para cuidar das atividades domésticas e principalmente reproduzir (parir), Joana Cabral Dias foi muito mais além, empreendeu e comercializou como poucos, numa sociedade extremamente machista e conservadora, em que a mulher não tinha direitos de intervir em negócios que eram exclusividade dos homens.
Filha, irmã, tia, prima, sobrinha, esposa, mãe, avô, bisavô, trisavó (tataravó), irmã em cristo, conselheira. Quantos adjetivos mais teriam de se usar para definir essa mulher? Por toda a sua história, o adjetivo Heroína o representa no mais amplo sentido da palavra.
Joana Cabral Dias carrega consigo vários pseudônimos: Mãe Joana, Vovó Joana, Dona Joana e principalmente Irmã Joana Paula, como é conhecida em toda Santa Luzia do Paruá - Maranhão. Nasceu em Curralzinho, município de Pinheiro – Maranhão, em 28 de março de 1940. Filha de Raimundo Peixoto e Maria da Glória Cabral, sendo ela a sexta filha de treze irmãos. Constituiu uma família numerosa; 02 filhos, 08 netos, 19 bisnetos e 01 trineto (tataraneto). Teve uma infância pobre e sofrida, não estudou. Ainda criança, teve que ajudar os pais na lida diária, como não tinha tempo para estudar, dividia o nas tarefas domésticas e no alambique de cachaça da família. A vida lhe ensinou que a honestidade e o caráter são ferramentas essenciais para uma pessoa vencer na vida. Casou muito nova (quinze anos), com o senhor Raimundo Paulo Dias (in memorian), homem virtuoso, como ela o denomina. Teve o seu primeiro filho aos dezesseis anos, esse morreu ao nascer. Um ano depois, nascia Maria Helena Cabral Dias, hoje advogada. Conta dona Joana que quando Helena nasceu, a pobreza era tão extrema, que não puderam cria-la, sendo entregue para o seu avô com um ano de idade.  Com tanta pobreza, aprendeu a quebrar coco babaçu, pescar e ajudar o senhor Raimundo Paulo no plantio e colheita da roça. Com muitas idas e vindas, a vida foi melhorando, já possuía uma quitanda, algumas cabeças de galinhas, uns porquinhos e um pouco de legumes no paiol.  Seis anos passaram, nesse período, muda-se de Curralzinho para o Moite, localidade essa encravada na zona rural do município de Santa Helena - Maranhão. Junto com a mudança para o Moite, vem o nascimento do seu terceiro filho, José Ribamar Cabral Dias (Zequinha da Pinheirense), empresário. Ela relata que quando engravidou de Zequinha fez uma promessa para São Jose de Ribamar, promessa essa, que se tivesse um bom parto, deixaria o cabelo de Zequinha crescer, e que só seria cortado na igreja da cidade de São José de Ribamar – Maranhão. O engraçado dessa promessa, é que devido não ter condições de ir até a cidade de São José de Ribamar, faz um acordo com o padre da paroquia de Santa Helena, para pagar lá mesmo. São muitos “causos” como diz o seu filho Zequinha, um desses tantos, que certo dia, não tinha ninguém que ficasse olhando Zequinha, para que pudesse quebrar cocos. Num instante, teve uma ideia, cavou um buraco na terra, colocou água e pôs Zequinha dentro, para, enfim, trabalhar. Os anos foram passando e com ela a vontade de morar em lugar maior, Raimundo Paulo comercializava o que produzia (arroz, farinha, milho, feijão, etc.) naquelas localidades perto do Moíte. Esse transporte era feito por tropeiros (em lombos de burros). Sempre que podia, dona Joana acompanhava o senhor Raimundo Paulo nessas viagens. Foi numa viagem dessas que dona Joana teve a ideia e perguntou para o senhor Raimundo Paulo o porquê deles não mudarem para um lugar mais desenvolvido, onde pudessem aumentar o comércio e colocar os filhos para estudar. Senhor Raimundo Paulo retrucou e disse que ainda não era hora de sair do Moíte. Dona Joana, muito jeitosa, aos poucos foi convencendo o senhor Raimundo Paulo para fazer a mudança. A ideia inicial seria mudar para Bragança no estado do Pará. No entanto, entra na história o Compadre Januário, homem de visão futurista, e argumenta que o melhor era mudar-se para Santa Luzia do Paruá, por lá ser uma localidade nova (na época) com um crescimento acelerado e um impressionante potencial para o comércio (secos e molhados).  Assim o fizeram e, no ano de 1973, chegam a Santa Luzia do Paruá-Maranhão. Em Santa Luzia do Paruá, se estabeleceram no prédio que hoje funciona a secretária da assistência social e a casa ao lado próxima a escola Laura Estrela. Dona Joana relata que o compadre Januário estava certo quando o fez os mudarem de ideia.  Foram algumas décadas nesse endereço. Prosperou e ajudou Santa Luzia do Paruá comercialmente, pois, ao longo dos anos fora um dos maiores comércios de secos e molhados da região. Em 1983 compram a casa que hoje funciona o Centro Administrativo do Grupo Pinheirense.  Foi peça fundamental na emancipação politica de Santa Luzia do Paruá no ano de 1987, como é uma pessoa articulada, ajudou muito o nosso município se desmembrar de Turiaçu.  No ano de 1992 veio outra mudança, essa não foi de cidade, mas sim, de endereço. Venderam a casa que funcionava o comércio e a casa de moradia, comprando a Chácara onde residem atualmente. Talvez de toda a trajetória de vida de Joana Cabral Dias, não tenha existido um ano mais difícil que o de 2005, ano em que perde o seu esposo Raimundo Paulo Dias. Morre no dia 20 de dezembro, e deixa em sua alma uma lacuna que jamais será preenchida. Dona Joana continua viva, lúcida, sendo ainda uma mãe, avó, bisavó e tataravó presente na vida de seus familiares.
Essa é Joana Cabral Dias ou Simplesmente Irmã Joana Paula, biografada texto acima. Mulher guerreira, batalhadora passou por muitas adversidades, mas mesmo assim, conseguiu vencer na vida sem precisar passar por cima dos seus princípios.
Texto
Por:
Silvio Silva

terça-feira, 24 de março de 2020

TRAGÉDIA! Após brincadeira com arma de fogo, criança morre vítima de disparo acidental, em Santa Luzia do Paruá



A ocorrência foi registrada por volta das 14h00, na rua Lacerda, bairro Monte Dourado, em Santa Luzia do Paruá. Weslaine Gomes de Oliveira estava na companhia de outras crianças, momento em que uma destas de posse de uma arma de fogo (deixada ao alcance de forma irresponsável pelos donos) virou brinquedo na mão de outra criança que acreditando estar descarregada realizou algumas tentativas de disparo apontando para a vítima, em uma dessas tentativas a arma acabou disparando, atingindo a Weslaine, que chegou a ser socorrida e levada para a Unidade Básica de Saúde do Distrito Paruá. Ainda não se tem oficialmente a confirmação do óbito.
FONTE: BLOG ACIDADEDEVERDADE 

Após solicitação de Umbelino Junior, Governo suspende corte de água




O vereador Umbelino Junior (Sem partido) obteve uma importante conquista para a população maranhense. Na semana passada, o parlamentar havia solicitado ao Governo do Estado, por meio de um ofício, que as cobranças e o fornecimento de água fossem suspensos durante o período da pandemia do Coronavírus.

Esta semana, a demanda foi atendida pelo próprio governador do Maranhão, Flávio Dino, que suspendeu temporariamente

"Nossa demanda foi solicitada para atender famílias carentes que estão numa situação bastante crítica, pois precisam comprar alimentos e principalmente materiais de higiene. Sabemos que por conta do Coronavírus, muitas pessoas estão sem trabalhar, já que muitos vivem do comércio informal. Precisamos desse suporte num momento tão difícil para todos nós e agradeço ao Estado por atender nosso pedido", disse Umbelino.

Vale destacar que além do fornecimento de água, o parlamentar também pediu que fossem suspensas as cobranças e o fornecimento de energia e telefonia.

domingo, 22 de março de 2020

Veja as cidades com suspeitas de coronavírus no Maranhão

A Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão (SES) informou na manhã deste sábado (21) que monitora 214 casos do novo coronavírus em 32 municípios do Maranhão. Nessa sexta-feira (20), foi confirmado o 1º caso de Covid-19 no estado e neste sábado o segundo, que ainda não foi atualizado pela SES em sua tabela.

De acordo com a SES, os pacientes com casos suspeitos estão sendo acompanhados por equipes do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS). Outros 135 casos foram descartados após os resultados de exames laboratoriais.

Ao todo, 350 casos suspeitos da Covid-19 já foram notificados no Maranhão. Deste total, 211 são do sexo feminino (60,3%) e 139 do sexo masculino (39,7%).

Casos suspeitos do novo coronavírus no Maranhão
MunicípiosSuspeitosDescartadosConfirmados
Açailândia410
Arari200
Bacabal100
Balsas700
Barra do Corda400
Buriticupu100
Cândido Mendes100
Carolina100
Caxias1200
Chapadinha100
Cidelândia100
Coelho Neto110
Davinópolis200
Duque Bacelar200
Estreito110
Grajaú100
Igarapé do Meio100
Imperatriz1220
Jenipapo dos Vieiras100
Matões200
Pedreiras200
Peritoró100
Porto Franco100
Presidente Dutra100
Santa Inês210
São Benedito do Rio Preto100
São José de Ribamar310
São Luís1391281
São Pedro dos Crentes100
Timbiras100
Timon300
Viana100

Mais visitadas