terça-feira, 6 de julho de 2021

Jovem morre em suposta troca de tiros em Coroatá; família não acredita na versão do namorado, que é Cabo da PM


Mulher era namorada do PM.
Uma jovem identificada como Carolina, conhecida como Carol, de 17 anos, foi morta com um tiro na região do tórax, na madrugada dessa segunda-feira (05), no bairro do Mocó, na cidade de Coroatá, a 251 km de São Luís.

A vítima é companheira/namorada do Cabo PM Gilgleidson Pereira Melo. Segundo o policial, em depoimento na delegacia, Carol, que estava em casa sozinha, ligou pra ele dizendo que homens estavam tentando invadir a propriedade.

Ao chegar em sua residência, ele teria sido surpreendido por dois criminosos que efetuaram disparos de armas de fogo. O PM revidou e, durante a troca de tiros, Carol acabou sendo baleada e não resistiu.

A família da vítima disse à imprensa que não acredita na versão contada pelo policial, que teria histórico de violência contra sua companheira. Eles suspeitam que próprio policial possa estar envolvido no crime. A polícia recolheu o revólver do PM e as cápsulas no local para serem periciadas.

O 24º batalhão da Polícia Militar divulgou uma nota sobre o caso. Confira:

No dia 05 de julho de 2121, no bairro do Mocó, Campo Agrícola, por volta de 1h40 da amanhã a equipe policial foi chamada para atender uma ocorrência de homicídio em que o Cabo PM Gilgleidson Pereira Melo, ao chegar em sua residência foi surpreendido com a presença de dois indivíduos que efetuaram disparos de arma de fogo que de imediato se defendeu deferindo disparos contra os suspeitos e durante a troca de tiros sua namorada foi atingida no tórax não resistindo aos ferimentos e vindo a óbito. De imediato a Polícia Militar foi até o local e confirmou a veracidade das informações. A arma do policial e as cápsulas dos disparos foram apreendidas para serem periciadas.

O Programa do Pacheco trouxe mais detalhes:


Do Blog do Gilberto Lima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas